Sandoval Juliano - O Presbítero em Cristo

A Malignidade do Pecado

Avaliação do Usuário: / 5
PiorMelhor 

Ø Hebreus 12:1 - PORTANTO nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta,

O conceito de pecado, nos dias atuais, está totalmente distante do seu real significado, e porque não dizer, que, falar em pecado está fora de moda.

Quando alguém faz referência ao pecado é apenas para dizer: Não importa qual seja ou qual tenha sido o teu pecado, Jesus já te perdoou, siga em frente, não temas.

Pouquíssimas pessoas compreendem o mal que o pecado causa na vida espiritual do crente. Poucas sabem que o pecado não é apenas um erro que se comete e pelo qual se pede perdão e a vida segue.

Em Romanos 7:13, a Palavra de Deus diz que o pecado é excessivamente maligno. Isto significa que ele nunca deve ser visto apenas como um erro, como uma falha.

Expressões do tipo: "Não se preocupe, todos somos falhos"; ou "Quem é que nunca errou?", ou ainda "O cair é do homem, mas o levantar é de Deus", são expressões que, dependendo da maneira como são pronunciadas, reduzem a malignidade do pecado.

O pecado é tão maligno que Deus o aborrece, o odeia. Deus é amor em sua essência. Para Deus odiar alguma coisa, essa coisa tem que estar revestida de uma "excessiva malignidade".

Para entendermos a malignidade do pecado precisamos entender o que ele é e como atua.

Tanto o capítulo 7 de Romanos, quanto o capítulo 12 de Hebreus, revelam duas características do pecado, ou duas faces do pecado. Vamos conhecê-lo para que entendamos porque ele é tão maligno.

DUAS COISAS QUE PRECISAMOS SABER SOBRE O PECADO

1. O PECADO É UMA PESSOA - Em Romanos 7 o pecado é tratado por Paulo como uma pessoa que habita dentro de nós. O pecado não é apenas uma atitude equivocada da alma. Por duas vezes, no citado texto de Romanos, é usada a expressão: "O pecado que habita em mim". O pecado passou a habitar nosso ser desde o momento em que os primeiros pais pecaram. O diabo introduziu o pecado em nossa alma.

Quando nos convertemos a Cristo, nosso espírito que estava morto, reviveu. O Espírito Santo, que é uma pessoa, passou a habitar em nosso espírito.

O pecado, habitante anterior da nossa alma, não saiu com a chegada do Espirito Santo, não foi embora, não morreu.

     Ø Gálatas 5:17 - Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.

Assim como o Espírito Santo é a terceira pessoa da Trindade divina, o pecado é uma das três pessoas da trindade satânica. Quando a Bíblia diz que Cristo habita em mim, está dizendo que Cristo habita em mim por meio da pessoa do Espírito Santo. Já o pecado, é a corporificação de Satanás. Ele tornou-se o representante legal do diabo dentro de nós.

1.1. QUAL O PROPÓSITO DO INIMIGO AO INTRODUZIR O PECADO EM NÓS?

Habitando em nosso ser, o pecado consegue trabalhar internamente, levando nossa natureza carnal a transgredir contra a vontade de Deus. Quando o inimigo que nos levar a pecar, ele aciona seu representante dentro de nós. O campo de batalha do adversário não é apenas na parte externa, mas, também, e principalmente, dentro de nós. A mistura do pecado com a fraqueza humana, ora vencida, é o que a Bíblica intitula de "carne". Paulo diz: Em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum - Romanos 7:18.

Essa é a primeira face do pecado, a primeira característica dele. Daí começamos a perceber como a nossa luta contra o pecado é muito maior do que imaginamos.

2 - PARA CADA CLASSE DE PECADO EXISTE UMA CLASSE DE DEMÔNIOS - A segunda coisa que precisamos saber a respeito do pecado é  que todo e qualquer pecado praticado pelo homem, contra Deus, é influenciado diretamente por demônios. Existem cerca de 380 classes de pecado, e para cada classe de pecado existe uma classe de demônio. Quando o adversário percebe a fraqueza de uma determinada pessoa, especialmente de um crente, ele envia um demônio responsável por aquela classe de pecado para "cuidar" de fazer aquela pessoa pecar.

Esse espírito maligno enviado não conseguirá nenhum êxito se o crente for vigilante.

     Ø Tiago 4:7 - Sujeitai-vos pois a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós 

Não estou afirmando aqui que o crente não é responsável pelo que faz só porque sofre influência externa. Pelo contrário, o ato de pecar é de responsabilidade exclusiva da pessoa.

     Ø Naum 1:3 - Ao culpado Deus não tem por inocente.

Porém, à medida que a pessoa peca, dá legalidade àquele demônio que foi enviado para lhe fazer companhia.

2.1. DE QUE SE ALIMENTAM OS DEMÔNIOS? 

Há duas principais fontes de alimentação para esses espíritos malignos. Primeiro, os demônios de alimentam e se fortalecem com os desejos pecaminosos demostrados pela pessoa a quem ele faz companhia. Segundo, eles se alimentam e se fortalecem muito mais ainda com as práticas pecaminosas

Quanto mais tempo na companhia de alguém, mais ele vai envolvendo essa pessoa no pecado, fazendo-a sentir prazer, anestesiando-a, acariciando-a. Daí ele vai crescendo e construindo uma fortaleza espiritual da maldade, dentro da casa da pessoa, em sua volta, no seu local de trabalho. Ele cria um emaranhado semelhante à uma teia de aranha.

2.2. UMA REVELAÇÃO BOMBÁSTICA - Demônios assistem cultos nas igrejas, na companhia de pessoas que vivem em pecado.

Quando essa pessoa chega à igreja, esse demônio tapa os ouvidos dela para que ela não ouça qualquer palavra de exortação contra o pecado, e só permite ela ouvir palavras que massageiam o ego e a faça se sentir bem em seu estado pecaminoso.

 

2.3. Você me perguntará: Mas, ONDE ESTÁ A MALIGNIDADE DO PECADO?

1º - Como alguém que vive em companhia diária com demônios vai conseguir estabelecer alguma comunhão com o Espírito Santo?

     Ø Isaías 59:2 - Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus...

Para quem sempre quis saber porque o pecado faz separação entre nós e Deus, aí está a resposta: Quem vive em pecado vive na companhia de demônios, alimentando o Pecado e enfraquecendo o Espírito.

     Ø Gálatas 5:16 Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.

2º - Como alguém nessa situação terá a companhia e proteção dos anjos do Senhor?

Você prefere desfrutar diariamente da companhia dos anjos do Senhor ou prefere a companhia e "proteção" de demônios?

                                                                                                            

3 - NESTE CONTEXTO HÁ ALGUMAS COISAS QUE PRECISAMOS LEMBRAR:

3.1. Esse espírito maligno que se alimenta de seus desejos e práticas pecaminosas NÃO É SEU AMIGO.

     Ø 1 Pedro 5:8 - ... Ele vive ao nosso derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.

     Ø João 10:9 - O diabo não veio senão para roubar, matar e destruir

3.2. Não existe uma época de nossa vida que não estejamos correndo riscos de pecarmos contra o Senhor.

     a. O pecado não respeita a idade nem a história de ninguém

3.3. O pecado não se vence com gritos de repreensão, nem com frases de efeito.

     a. O pecado se vence com atitudes contrárias ao pecado - deixando todo embaraço e o pecado, que tão de perto nos rodeia.

     Ø Tiago 4:7 - Sujeitai-vos pois a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós

     c. Você tem que tomar uma atitude de mudança e rejeição ao pecado.

    d. Enquanto você não reconhecer que precisa de mudança, que os problemas que se repetem em sua via não acontecem por má fase, ou por coincidência, os demônios continuarão manipulando situações, que te levarão às mesmas derrotas, sempre. A isso eu chamo de fortalezas espirituais.

    e. O inimigo sabe que não precisa atacar constantemente sua vida, ele precisa ter apenas uma área de importância vital sobre controle, o resto simplesmente acontece.

     Ø 2 Coríntios 10:4 - Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição de fortalezas.

3.4. Ninguém fará isso por você.

     a. O dever de vigiar é pessoal intransferível e permanente.

3.5. Você tem que ter noção do mal que o pecado está te fazendo.

3.6. Tudo o que você faz em oculto virá à luz.

     Ø Mateus 10:26 - Porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se.

     a. Será que existe uma classe de crentes na igreja que está isenta de ser alcançado por esta sentença?

                                                                                             

Em Cristo, Sandoval Juliano, 28 de março de 2017. 

  <== VOLTAR

Bem vindo(a) ao site

Avaliação do Usuário: / 197
PiorMelhor 

Bíblia on-line

Mensagens em mp3

Com a bíblia on-line você terá em suas mãos acesso fácil aos textos sagrados para fazer suas pesquisas e estudos.

Disponibilizamos nesta seção as mensagens pregadas por mim, fique a vontade para ouvir e comentar.

 

 

Mensagem para reflexão

Avaliação do Usuário: / 57
PiorMelhor 


Mensagem pregada em 28/12/08 na Assembleia de Deus em Ceilândia Sul.

 


Enquete

Você tem feito missões na sua igreja?
 

Geração Jovem
Banner

Últimas do fórum

Últimos comentários

Acesso restrito

Visitantes on-line

Nós temos 277 visitantes online

Receber informativos